Artigos

Você está em: Artigos

>>

Filiação

Filiação

Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Mateus, 5:9

– Emocionalmente, qual seria, a seu ver, a filiação do Cassiano?
– Um filho da ira. Chutador de lata, nervoso, irritado, agressivo… É desses que não levam desaforo para casa. Se um motorista impaciente buzina porque demorou-se em movimentar seu automóvel na abertura do semáforo, vai tomar satisfação. Fica possesso quando alguém o contraria. Em casa resolve tudo no berro.
– Maria Cândida?
– Filha do rancor. Ofende-se com ninharias e jamais esquece. Não sabe o que comeu na véspera mas é capaz de lembrar uma má palavra que alguém pronunciou contra ela há decênios. Cobra sempre por todo o mal que lhe façam e não deixa barato.
– O Jonas?
– Filho da revolta. Vive insatisfeito e infeliz. Julga-se injustiçado na atividade profissional, atormentado pela vida, esquecido pela sorte. Viciado na crítica ferina, nos questionamentos insensatos e na queixa contumaz. Escurece qualquer ambiente com suas vibrações negativas.
– A Catarina?
– É diferente… Amiga da compreensão, nunca se irrita. Não sente necessidade de perdoar o mal que lhe fazem, porquanto jamais se julga ofendida. Aceita com tranqüilidade as limitações impostas pela vida, proclamando que possui bem mais do que merece e consegue rir de seus próprios males, sem solenizar suas dores. Transmite muita paz. Ao seu lado não há espaço para irritação, rancor, revolta…
– Seria…
– Sem dúvida, uma filha de Deus!


Livro O Céu ao Nosso Alcance


2010 - Richard Simonetti