Pingafogo

Reminiscência Espontânea

1 – O que é a reminiscência espontânea?
Assim se denominam as situações em que a pessoa recorda, naturalmente, da existência anterior, sem qualquer artifício.

2 – Não poderia estar ocorrendo uma subjugação, movida por Espírito obsessor, a sugerir supostas lembranças?
São experiências distintas. Na subjugação percebe-se claramente a presença de uma personalidade intrusa que domina o obsidiado. Na reminiscência espontânea, a pessoa simplesmente recorda o que estava sepultado no inconsciente. Algo mais ou menos parecido com alguém que, após longa amnésia, recupera a memória.

3 – Em que consiste a pesquisa, nesses casos?
Basicamente, o levantamento e checagem de dados. Uma criança começa a dizer que viveu em determinada cidade, evocando familiares, nomes, endereços, situações, assuntos de seu cotidiano… Verifica-se tudo. Levam-na ao local ou cidade citados. Revela, não raro, notável familiaridade com o que lhe é dado ver. Na Europa, onde os cartórios são centenários, é possível até encontrar o registro civil da personalidade emergente.

4 – Devem surgir situações muito curiosas, envolvendo essas reminiscências…
Sem dúvida. O Dr. Hemendra Nath Banerjee, grande pesquisador indiano, relata o caso de uma menina que recordava a existência passada, a família, a cidade, a casa onde morava… Levada pelo pesquisador, reencontrou seus filhos e o marido, porquanto fora reduzido o espaço entre a reencarnação anterior e a atual. Podemos imaginar a surpresa de todos, diante daquela garota estranha que se reportava a assuntos da intimidade familiar. Casado em segundas núpcias, o marido ficou perplexo quando ela lamentou a “traição”, não obstante suas juras de amor e fidelidade eternos. Lembra o velho ditado: “Viúvo é quem morre”.

5 – Há condições especiais para a reminiscência espontânea?
Geralmente envolve dois fatores: quase sempre são crianças e ficaram pouco tempo na Espiritualidade, antes da presente existência.

6 – As lembranças da vida passada perduram?
Tendem a desaparecer, na medida em que se consolida a reencarnação.

7 – Sabe-se que a imaginação infantil é muito fértil. Não estariam esses casos relacionados com fantasias da criança, envolvendo crenças da família?
Seria impossível fantasiar tantos detalhes. Ressalte-se que a reminiscência espontânea costuma envolver crianças que jamais ouviram falar do assunto.

8 – Qualquer criança pode lembrar de sua vida passada?
Em princípio, sim. Muitas das aparentes fantasias dos pequenos dizem respeito às suas experiências pretéritas. Se os pais prestarem atenção, poderão confirmar esse fenômeno.


Livro Reencarnação, tudo o que você precisa saber.

2010 - Richard Simonetti