Pingafogo

Criacionismo

1 – O que é o criacionismo?
Sob o ponto de vista teológico seria a idéia bíblica de que o mundo foi criado por Deus a partir do nada e que todos os seres vivos foram criados independentemente uns dos outros, mantendo-se biologicamente estáveis.

2 – O Espiritismo admite o criacionismo?
Em termos. Como está na questão primeira de O Livro dos Espíritos, “Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas”. Admite, portanto, como idéia básica, que há um Criador.

3 – Por que “em termos”?
Deus não criou o mundo e o homem em seis dias para descansar no sétimo, como está no gênesis bíblico. O Universo tem perto de quinze bilhões de anos. A Terra tem quatro bilhões e meio. Aliás, antes que surgisse, nem mesmo existiam “dias”, uma contagem de tempo tipicamente terrestre, a partir do movimento de rotação de nosso planeta.

4 – Então o Espiritismo está mais próximo da ciência do que da religião, ao conceber que tudo aconteceu conforme as descobertas científicas?
Também em termos, porquanto a ciência nega o criacionismo, proclamando que o universo construiu-se a si mesmo, a partir das leis que o regem, algo inusitado, porquanto alguém fez as leis que o regem. Esse alguém foi Deus.

5 – O Espiritismo ficaria a meio termo entre a religião e a ciência?
Poderíamos situar assim, com um ponto de vista religioso quando se trata de um autor para o Universo e científico quando se trata de definir como tudo aconteceu.

6 – Então o Espiritismo admite a teoria evolucionista de Darwin? O homem surgiu como a culminância de um processo evolutivo?
Isso é inegável. A ciência acumulou suficientes evidências a respeito do assunto. Não obstante, trata-se de uma evolução não aleatória, como sugere Darwin, mas dirigida, como demonstra o Espiritismo. Certas nuances, envolvendo a teoria evolucionista, impõem que admitamos uma ordenação.

7 – Poderia nos dar um exemplo?
Um bem simples: a complexidade do olho humano não pode ser fruto de circunstâncias ocasionais, envolvendo a seleção natural e a luta pela vida, como pretende Darwin. Sua perfeição sugere uma inteligência que o planejou e desenvolveu na oficina da natureza, como uma das portas de contato do Espírito, prisioneiro da carne, com o mundo exterior.

8 – E o Espírito, também é criado a partir de um processo evolutivo?
Isso é elementar em Doutrina Espírita. Se Deus trabalhou durante milhões de anos, na oficina da natureza, para nos oferecer a vestimenta carnal, por que o Espírito, infinitamente mais complexo, haveria de ser criado num passe de mágica? É surpreendente que os teólogos mais esclarecidos, que admitem a teoria evolucionista, não cheguem a essa conclusão.


 

2010 - Richard Simonetti