Pingafogo

Um só Rebanho

1 – Segundo Jesus, no Evangelho de João, futuramente haverá na Terra “um rebanho e um pastor”, dando a entender que haverá uma única religião. Podemos dizer que essa religião será o Espiritismo?
As religiões atendem à diversidade humana, envolvendo país, região, cultura, tradição e outros aspectos. Demandará milênios essa realização preconizada por Jesus, com os homens irmanados em torno de seu nome e de sua doutrina.

2 – Qual o papel do Espiritismo, em favor dessa realização?
A Doutrina Espírita vem numa vanguarda de idéias, oferecendo-nos uma visão bastante objetiva a respeito das indagações existenciais. Mostra de onde viemos, por que estamos na Terra, e para onde vamos. Fatalmente exercerá influência na reformulação teológica das religiões tradicionais.

3 – Os princípios espíritas serão assimilados por outras religiões?
Sem dúvida. Mais cedo ou mais tarde, a Reencarnação, a Lei de Causa e Efeito e a Sintonia Mediúnica, que distinguem a Doutrina Espírita, serão reconhecidos como leis naturais.

4 –Não são meras idéias…
Exatamente. Assim com Newton não inventou a lei de gravitação universal, apenas a definiu, o Espiritismo apenas enuncia essas leis, que regem nossa evolução.

5 – Os princípios espíritas trilharão o mesmo caminho? Serão reconhecidos primeiro como leis naturais, pela Ciência, e depois assimilados pelas religiões?
Sim. Será algo semelhante ao que ocorreu com a questão envolvendo a Terra como centro do universo, dogma religioso que foi rompido pela ciência, a partir de Nicolau Copérnico e Galileu Galilei. Poderia ser mais fácil se não existisse o dogma, a fechar as portas à razão, no enunciado do pensamento religioso tradicional.

6 – Quais as conseqüências disso, em relação às religiões ortodoxas?
Haverá uma revolução teológica. Idéias como a unicidade da existência, o inferno, as penas eternas, os eleitos de Deus e o juízo final, cederão lugar a uma visão mais coerente com a bondade e a justiça de Deus, mostrando o homem como um passageiro da eternidade, a caminho de gloriosas realizações.

7 – E quanto ao Evangelho?
O Evangelho é o código universal. A moral ensinada e exemplificada por Jesus indica o melhor comportamento para que possamos cumprir a Vontade de Deus. Está para os princípios espíritas como código de ética médica está para o exercício da medicina.

8 – Qual a relação?
Um médico pode conhecer profundamente a técnica e a teoria inerente ao seu trabalho, mas será um mau profissional se não orientar-se pelo código de ética que rege a Medicina. Os princípios espíritas explicam os mecanismos da existência. O Evangelho ensina a ética da Vida. É importante conhecer as leis que nos regem. Indispensável nos ajustarmos a elas, algo que não pode ser realizado sem a vivência evangélica.


 

2010 - Richard Simonetti